WEB RADIO RGA missoes brasil

uol

sábado, 24 de maio de 2014

Intolerância e perseguição religiosa contra cristãos cresce na Europa, dizem pesquisadores
O relatório de uma pesquisa realizada em 2011 sobre perseguições sofridas por cristãos na Europa mostrou que tais incidentes estão crescendo no Velho Continente.
O Observatório sobre a Intolerância Religiosa e Discriminação na Europa (ODSMA) afirmou que na Inglaterra, 74% da população entende que os cristãos são tratados com injustiça com mais frequência do que os adeptos de outras religiões. Na Escócia 95% dos atos sectários são praticados contra cristãos, enquanto apenas 2,3% são contra judeus e 2,1% contra muçulmanos.
Na França, os dados do Observatório apontam que as agressões a locais de cultos cristãos cresceram 84%. As manifestações hostis geralmente são feitas com palavrões à porta dos templos.
O porta-voz da entidade ressaltou que em todo o mundo, mais de 100 mil cristãos são mortos anualmente por conta de perseguição religiosa. No século XX, a soma de mártires chegou a 45 milhões.
A intolerância acontece por diversos fatos, e o impacto dessas agressões atinge a liberdade religiosa, de expressão e de consciência, assim como gera discriminação política, exclusão dos cristãos na política e sociedade, afronta aos símbolos religiosos, e insultos, difamação, incidentes de ódio, vandalismo e profanação.
Na Alemanha vem sendo registrada forte oposição à liberdade de associações religiosas para realizar campanhas contra o aborto. Na cidade de Jersey, Inglaterra, os Correios se recusaram a entregar um pacote com um CD com a mensagem do Evangelho de Marcos.
Em diversos países vem sendo registrados casos de ameaças de patrões a empregados que fazem objeções de consciência sobre o aborto e a eutanásia. O caso mais chamativo é o do governo holandês, que tem ameaçado exonerar servidores públicos que, por razões de consciência, se opõem à celebração de parcerias civis gays ou lésbicas.
Por fim, segundo o Protestante Digital, inúmeros casos de “vandalismo e profanação igrejas e objetos sagrados” vem sendo registrados em países como Áustria, Alemanha, Espanha e França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário